O FHI 360 com o apoio da USAID avalia o Índice de Sustentabilidade da Organização da SociedAngola CSS 2019 ENG Page 01ade Civil (OSCs) para cada país da África Subsaariana. Isso avalia a capacidade da sociedade civil de servir tanto como parceira de curto prazo na implementação de soluções de desenvolvimento quanto como ator de longo prazo para garantir que os resultados do desenvolvimento sejam sustentados. Este recurso permite que a sociedade civil local avalie o ambiente em que está a operar e sua capacidade de defender, operar de forma sustentável e se comunicar com os cidadãos.

A ADPP Angola, como parceiro de implementação da FHI 360, trabalhou com 8 outras OSCs em um painel de especialistas para avaliar o índice de sustentabilidade das OSCs angolanas para 2019. O relatório explica a situação das OSCs em relação as sete componentes principais: ambiente jurídico, capacidade organizacional, viabilidade financeira, advocacy, prestação de serviços, infraestrutura setorial e imagem pública. Será um recurso útil para organizações locais da sociedade civil, governos, financiadores e acadêmicos.

Temos o prazer de apresentar o relatório de 2019 em PORTUGUÊS ou INGLÊS.

 

Temoscapa full hpp 2020 o prazer de compartilhar a notícia de que o Relatório de Progresso 2020 da Humana People to People já está disponível, com informações sobre o trabalho realizado nos cinco continentes, em um contexto de desafios crescentes, incluindo a pandemia Covid-19 e a crise climática.

A ADPP Angola é co-fundadora e membro da Federação Humana People to People. Fundada em 1996, a Humana People to People abrange o mundo por meio de 29 associações nacionais membros independentes, comprometidas em enfrentar alguns dos maiores desafios humanitários, sociais e ambientais do mundo por meio do desenvolvimento sustentável de longo prazo.

Clique aqui para ler em português ou inglês.

hist sucesso kopiEu sou a Idélia Costa João, de 21 aos de idades.

Sou estudante e professora estagiária do colectivo 2018, no Municipio do Nzeto. Tenho trabalhado com a Disciplina de Artes Plásticas desde o início do projecto Jimbuetete, em que já aprendi muito sobre esta arte. Quando entramos em confinamento quase tudo ficou parado em que me atrasou bastante sobre o que já havia aprendido. Até agora tenho ganhado muitas experiências e o coração das crianças no município do Nzeto.

No início, ficou também estranho para mim pois a arte não foi uma realidade na minha formação. Mas com esclarecimentos de nosso metodólogo, tenho conseguido bons resultados. Temos pintado os murais e as paredes no nosso bairro e tenho ensinado também a minha família a pintar. As duas horas diárias que as crianças iam para aquele quintal, eram as mais importantes do dia para elas e para mim. Penso que vou ter saudades destas experiências quando o confinamento acabar. Quando voltar para a minha área normal de estágio na minha turma, já sei o que fazer com a música e educação física!  

Os Agricultores mostram uma grande alegria os seus rostos 900x600O Dia Mundial da Alimentação, que ocorre em 16 de outubro de 2020, marca o 75º aniversário da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO). Sob o lema “Cultivar, Alimentar, Preservar. Juntos” actividades em todo o mundo promoverão a conscientização sobre a fome e a importância de uma alimentação saudável.

Mas o aumento da produção de alimentos não é um objetivo em si, porque o mundo já produz alimentos suficientes para alimentar todos. Ainda assim, milhões morrem de fome ou estão desnutridos. O desperdício de alimentos aumenta. O meio ambiente está degradado. Os recursos naturais estão esgotados. Mudanças climáticas acontecem.

A ADPP Angola contribui para a luta diária para melhorar a segurança alimentar de forma sustentável, para melhorar a nutrição e para aumentar a resiliência face as mudanças climáticas. Os Clubes de Agricultores e as Escolas de Campo capacitam os agricultores familiares a aumentar a produção por meio da agricultura de conservação. A introdução da horticultura e a diversificação da colheita melhora a nutrição, enquanto o aumento geral da produção resulta em alimentos saudáveis e económicos disponíveis localmente para a comunidade em geral.

Em conexão com o Dia Mundial da Alimentação de 2020, a FAO pede medidas extraordinárias por um período extraordinário, pois a pandemia de Covid-19 interrompe a produção de alimentos e a cadeia alimentar. No entanto, para que as medidas sejam sustentáveis devem corresponder às situações. Dada a facilidade com que um vírus médico pode paralisar o mundo e como a tecnologia digital na Angola rural ainda não é viável, a ADPP Angola concentra-se em meios simples para ajudar a construir resiliência entre os agricultores familiares. Na Bacia do Cuvelai, por exemplo, extensionistas e Grupos de Ação Comunitária receberam apoio na adaptação às mudanças climáticas, enquanto programas de rádio em línguas locais alcançam populações dispersas com mensagens-chave. Ouça alguns dos programas desenvolvidos para o Radio Cuvelai aqui:
Continuamos a trabalhar com o governo, FAO e comunidades para crescer, alimentar e sustentar junto.

 

TAGS:

covid 19 community mobiliazationAll APP projects throughout Angola have been collaborating with local, municipal, provincial and state authorities in the fight against the spread of the coronavirus that causes Covid-19. Women in Action programmes, based on sewing and dressmaking, made and distributed face masks. Farmers’ Clubs maintained production to ensure fresh food and staples while respecting social distancing and hygiene advice. Frontline Institute campaigned to raise awareness about the pandemic and installed community as well as household tippy taps. Health projects from Malaria Control in Uíge, Zaire and Malanje to HIV Prevention in six provinces mobilised communities, informing about social distancing and hygiene and installing tippy taps. The Integrated Community Project in Huíla and Namibe, and the Fishing Communities project in Bengo, Luanda, Cuanza Norte and Malanje did the same to ensure safety measures were adopted by everyone. ADPP schools played their part, in addition to organising learning at a distance for all their students during the period of confinement. ADPP Polytechnics provided students with instructions on and encouragment to install tippy taps and make Covid-19 posters. ADPP Teacher Training Schools mobilised communities on the pandemic and TTS ADPP Luanda provided lessons and activities for children of homeless families. All projects continue to raise awareness, mobilise and implement practical solutions to assist communities while maintaining, to the extent possible, their planned activities.

Learn more on the dedicated COVID-19 microsite here and follow us on Facebook and Twitter. 

 https://adpp-angola.org/en/publications/covid-19

 

 

TAGS: ,