header education

Juntos Contra a COVID-19!

A ADPP está a trabalhar com as autoridades e nossos parceiros em todo o país para ajudar a combater o COVID-19. Clique abaixo para ler mais sobre nossos esforços no nível da comunidade; na promoção da resiliência e adaptação, na proteção dos mais vulneráveis e em como estamos trabalhando para garantir que a educação continue.

Se você deseja contribuir, entre em contato pelo Facebook ou envie um email para adpp@adpp-angola.org,
assunto: #ADPP_COVID19.

icon education fronticon health fronticon agriculture fronticon com dev front

header education

 MOBILIZAÇÃO COMUNITÁRIA

Trabalhar em conjunto com administrações locais, departamentos de saúde e autoridades tradicionais para garantir que as comunidades tenham o conhecimento e as soluções práticas para se protegerem da COVID-19 é uma das principais prioridades da ADPP no momento.

 

 

 

A equipe do projecto, agentes comunitários de saúde, activistas, estudantes das Escolas de Magistério ADPP e participantes do projeto estão a ajudar a garantir que as comunidades estejam bem informadas sobre como evitar a COVID-19. Nas cidades, vilas e aldeias de 17 províncias, as equipes da ADPP estão a trabalhar individualmente, em trios ou em grupos maiores, usando folhetos, visitas porta a porta e colaboração com sobas (líderes locais) para divulgar informações precisas e combater os muitos rumores que abundam. As equipes também estão a ajudar as comunidades a estabelecer soluções práticas, incluindo sistemas de lavagem das mãos “tippy tap” ou marcas de pintura no chão para promover o distanciamento social em barracas de mercado, lojas e clínicas. Em uma iniciativa financiada pela Chevron em Cabinda, 30 activistas da ADPP estão a realizar mobilização comunitária nos municípios de Cabinda e Cacongo, juntamente com as autoridades.

header education

 RESILIÊNCIA E ADAPTAÇÃO

Os projectos da ADPP estão se adaptar a novas circunstâncias, como o distanciamento social, contribuindo tanto para as campanhas de prevenção da Covid-19 quanto para a produção de alimentos e máscaras faciais.

 

 

 

O Clube de Agricultores de Calandula, por exemplo, tem trabalhado em estreita colaboração com o Departamento de Saúde da Província de Malanje em campanhas de mobilização contra a Covid-19, instalação de Tip Tap e fala sobre como impedir a propagação do vírus. O plantio de árvores está garantindo o suprimento futuro de madeira, necessário para as formas mais simples de Tip Tap. Ações semelhantes estão ocorrendo em todos os projectos do Clube de Agricultores, coordenadas com as administrações nos respectivos municípios.
Ao mesmo tempo, os sócios do clube continuam a trabalhar em seus grupos principais de 10, mantendo uma distância segura entre si. Os projectos estão a incentivar os agricultores a manter suas actividades, pois a produção local de alimentos é essencial. No Clube Imbondeiro, no Clube de Agricultores Kwanza Norte, os membros colheram recentemente 3 toneladas de mandioca para levar a Luanda. Antes de partir, eles fizeram vendas no valor de 85.000 kz quando os clientes vieram ao próprio campo para comprar mandioca.
Os projectos Mulheres em Ação / Empreendedores estão a dar uma importante contribuição ao produzir máscaras faciais, em colaboração com as autoridades provinciais de saúde. Em Benguela, os participantes produziram 706 máscaras em seis dias no início da campanha, enquanto em Luanda, o projecto Mulheres em Ação no Zango concluiu 1250 máscaras em meados de Abril, com mais 500 em produção. Os participantes do projecto Bancadas ajudaram a distribuir as máscaras para vendedores de rua, idosos, pessoas em risco por causa de problemas de saúde subjacentes e administrações locais. A empresa têxtil Contraven, em Luanda, fornece material.

header education

 EDUCAÇÃO

A educação é importante, independentemente das circunstâncias, portanto, quando as escolas em Angola fecharam em 24 de março de 2020,  a ADPP decidiu não apenas como continuar a formação de professores a distancia, mas também como ajudar milhares de crianças que todos os anos desfrutam da presença de estagiários da ADPP em suas escolas:

 

 

  • Todas as escolas de Magistério ADPP são internatos. Os alunos optaram por voltar para suas famílias ou permanecer na escola sob condições estritas de distanciamento social. Independentemente de sua escolha, todos os alunos estão realizando estudos a distância supervisionados, recebendo novas tarefas a cada semana. Sempre que possível, os alunos mantêm contato com os outros membros de seus “trios” (grupos de estudo). Todos os 4.500 estudantes estão organizados para espalhar mensagens-chave na COVID-19 para suas famílias e vizinhos, atingindo mais de 20.000 pessoas.
  • Todas as escolas de Magistério ADPP aumentaram a produção de materiais pedagógicos nesse período, incluindo o desenvolvimento de tarefas que as crianças da escola primária podem realizar em casa. Uma lição especial sobre COVID-19 está a ser desenvolvida para ser incorporada nas lições STEM.
  • Em Benguela, a maioria dos alunos do último ano de foermação da Escola de Magistério ADPP permaneceu nas aldeias para as quais foram alocados. As escolas estão fechadas, mas os alunos estão desenvolvendo lições que seus alunos podem fazer sozinhos em casa ou em pequenos grupos.
  • No Zaire, a escola de Magistério ADPP está no meio de um projecto financiado pela LNG para ensinar música, arte e artes marciais nas escolas primárias. Como todas as escolas estão fechadas, os funcionários da escola de Magistério ADPP estão a escrever e gravar músicas sobre a COVID-19, que devem ser enviadas aos professores e estagiários nas áreas rurais para uso em actividades de mobilização.
  • Em Luanda, os funcionários estão a dar lições aos moradores de rua que receberam do governo moradia temporária.
  • Em Huila, os funcionários do projecto 40 Sessão Pedagógica para treinamento de professores em serviço têm participado de transmissões educacionais de TV e rádio.
  • Os alunos das Escolas Politécnicas e Profissionais da ADPP também estão a realizar estudos a distância supervisionados. No Bengo, professores de Artesâ Textil estão a produzir máscaras faciais.
  • Em Benguela, todos os alunos estão a criar sistemas de lavagem das mãos "tippy tap" em suas casas, de família e muitos estão enviando fotos para a escola.

header education

 PROTEGER OS MAIS VULNERÁVEIS

Ajudar os mais vulneráveis durante o estado de emergência da COVID-19 é uma prioridade.

 

 

 

 

 

  • Muitos dos projectos da ADPP, particularmente no sector da saúde, visam apoiar as seções mais vulneráveis da comunidade. Trabalhar com pessoas vivendo com VIH ou TB é particularmente importante durante a crise. A não adesão ao tratamento pode ter consequências catastróficas: as pessoas que vivem com TB correm o risco de prolongar a duração e a intensidade da doença ou desenvolver TB resistente a medicamentos. Os activistas da ADPP continuam a acompanhar as pessoas em tratamento de TB em Luanda, organizando a coleta e entrega de remédios sempre que possível. Isso também está sendo feito para mulheres grávidas VIH+ no Cuando Cubango, uma vez que é quase garantido que aquelas que aderem estritamente ao programa de PTV durante a gravidez têm bebês que “nasceram livres” do VIH.
  • Através de uma parceria com a empresa CONTRAVEN, a ADPP produziu e distribuiu máscaras para pessoas vulneráveis em Luanda
  • Juntamente com a UNCHR, a ADPP está divulgando informações, distribuindo sabão e toalhas descartaveis e instalando pontos de lavagem das mãos no campo de refugiados de Lóvua, na Lunda Norte. O estabelecimento de hortas escolares para produzir alimentos para crianças em idade pré-escolar continua.
  • No Cunene, a ADPP doou 7 toneladas de roupa usada e está a trabalhar com as autoridades para garantir que elas sejam distribuídas aos mais necessitados. 792 famílias nos quatro municípios mais vulneráveis se beneficiarão dos pacotes familiares de roupas.
  • A administração local nos Ramiros, Luanda, providenciou moradia temporária para os sem abrigo. Funcionários e estudantes da Escola de Magistério ADPP no Ramiro estão a dar aulas de português, matemática e educação física.
  • A ADPP está a buscar fundos de outros parceiros para fornecer pacotes emergenciais de alimentos, uma vez que é necessária alimentação adequada para acompanhar os medicamentos fortes contra a tuberculose.

Todos os cinco projectos "Mulheres em Ação" (Cabinda, Bengeula, Cazenga, Estalagem, Zango) mudaram de marcha e estão produzindo máscaras faciais, algumas à venda e outras para distribuir nas comunidades locais e em grupos especialmente vulneráveis. No Zango, e em parceria com a empresa CONTRAVEN, as mulheres costuraram máscaras que estão a ser distribuídas na comunidade.
A equipe do projecto na Matala, Huíla, aparece em um artigo no site de notícias ANGOP: Covid-19: ADPP sensibiliza população sobre a prevenção
Os alunos da Escola de Magistério ADPP Bie, produziram desenhos esta semana como parte de sua lição de casa. Os pôsteres podem ser usados para discutir o COVID-19 com a família e vizinhos.

Check ADPP’s Facebook page for information about

FB cover may 2020 COVID 19 1600px