• A ADPP Angola celebrou 30 anos criando desenvolvimento em todo o país, em parceria com o governo, comumidades e parceiros

  • A ADPP opera 45 projectos em 42 municípios de 18 províncias nas areas de educação, saúde comunitária, agricultura e desenvolvimento rural

  • Junto com o Ministério da Educação, a ADPP opera 15 escolas de formação de professores e graduou 9644 profesores primarias desde 1998

  • ADPP tem: 900 trabalhadores, 4000 voluntários, 1000 professores estagiários em 92 municípios, alcançando 700.000 pessoas

Escolas de Magistério ADPP Zaire

Breve historial sobre a Escola
Através de um acordo entre o Ministério da Educação e a ADPP levou ao estabelecimento da Escola de Magistério ADPP-Zaire, que teve início em 2001. O fundo para construção da escola foi fornecido pela SONANGOL e seus parceiros. A primeira equipa iniciou em Outubro de 2001. Em Janeiro de 2018 foram graduados 60 professores. Até agora, a Escola de Magistério ADPP-Zaire graduou um total de 825 professores, dos quais 154 são do sexo feminino. 
 
O que se segue é um resumo das actividades durante o ano lectivo de 2017. 
 
Finalistas (Estudantes no 3º ano de formação em 2015)
A Equipa compreendia 17 estudantes do sexo feminino e 47 do masculino, que passaram o ano a trabalhar como estagiários a tempo integral nos seis municípios da província, nomeadamente no Nzeto, Mbanza Congo, Kuimba, Noqui e Soyo. No início do ano lectivo, eles dirigiram-se às repartições da educação onde foram atribuídos as escolas de acolhimento. A natureza da província fez com que alguns estudantes tivessem que viajar de canoa até aos seus destinos.
Todos os estagiários foram recebidos de forma calorosa nas comunidades em que trabalharam. No que diz respeito à acomodação, a maioria recebeu uma casa ou um quarto próprio, embora que em duas escolas os estudantes tinham de usar a sala dos professores como residência. Cerca de 2.480 alunos beneficiaram da presença da Equipa 2015.  
As comunidades locais também beneficiaram da presença dos estudantes, que implementaram microprojectos que foram desde hortas, viveiros de árvores, clube de jovens, clubes de Matemática e Língua Portuguesa, alfabetização, pecuária e escavações de poços. Os estudantes realizaram acções comunitárias, incluindo campanhas de limpeza nas aldeias, fora dos hospitais e nos rios.   
Fazendo um balanço dos resultados dos 63 microprojectos implementados, havia 16 campos agrícolas comunitários e 6 hortas, todas produzindo alimentos em grande quantidade; 17 latrinas construídas; 8 clubes de futebol estabelecidos; 9 clubes de jovens com 135 participantes; 3 clubes de empreendedorismo; 5 turmas de alfabetização com 135 participantes; e 10.000 árvores plantadas. Aproximadamente 3.000 pessoas participaram nos projectos, que beneficiaram indirectamente cerca de 6.000 pessoas.      
A presença dos estagiários fez uma diferença considerável para a educação das crianças. Na escola em Kifuma, o Director era o único Professor permanente, e um dos estudantes tinha duas turmas, por causa da falta de professores. No município do Noqui, os alunos de um estagiário destacaram-se pela compreensão da Língua Portuguesa e pela capacidade de resolver exercícios de forma rápida. O Director do Departamento da Educação enviou uma carta a Escola de Magistério ADPP-Zaire, comentando sobre a necessidade de mais professores com conhecimentos de métodos modernos e capazes de adaptarem-se a todo tipo de situações.   
O ano terminou com a revisão dos exames e preparação dos relatórios sobre ensino, pesquisa educacional e actividades comunitárias. A graduação aconteceu em 2018
 
Estudantes no 2º ano da formação
A Equipa compreendia 56 estudantes, 19 do sexo feminino e 37 do masculino, que regressaram à Escola de Magistério ADPP-Zaire no dia 23 de Janeiro, a fim de prepararem-se para o início do ano lectivo. Os estudantes passaram uma boa parte do primeiro semestre nas cinco escolas primárias locais adquirindo experiência na sala de aula. Eles ajudaram o professor permanente no período da manhã, três dias por semana três semanas de quatro, e organizavam actividades extracurriculares para os alunos no período da tarde. As escolas envolvidas eram de Kintambi, Kitxitxi, Konde, Kimpondo e Kimbangu, localizadas entre 3 a 6 quilómetros da Escola de Magistério ADPP-Zaire e 1.260 alunos beneficiaram da presença da Equipa 2016. O número de alunos na turma variava entre 26 a 54 alunos, com uma média de cerca de 35, que era razoável, especialmente pois os alunos estavam a trabalhar em pares. No meio do ano, os estudantes trocaram de turmas, aqueles que ensinavam as crianças passaram a ensinar as turmas adultas e vice-versa.     Durante os seis meses, 20 membros da Equipa 2016 leccionavam aulas de recuperação de Matemática na Escola Primária Nº 2 todos os sábados, em colaboração com a empresa Angolana LNG. Este programa formou parte dos projectos sociais da empresa, e foi de grande benefício. Os estudantes participantes adquiriram muita experiência no ensino da Matemática, o que os colocou num bom lugar para o futuro.   
Na conclusão da prática de ensino, os estudantes realizaram exames em Pedagogia e Metodologia, que se transformou numa espécie de festa. Muitos convidados presenciaram o exame, incluindo alunos das escolas primárias de Kintambi e Kimbango. 
Quando não estão nas escolas primárias, os estudantes continuam os seus estudos e cursos na Escola Polivalente e Profissional, passaram tempo na horta escolar, praticaram desporto, fizeram comida e geralmente participavam na vida do internato.  
O grupo de Produtores Alimentares, composto por sete estudantes decidiram falar com os agricultores locais para aprender sobre o cultivo de hortaliças, para demonstrar a produção de compostos naturais para substituir o fertilizante industrial e para aumentar a consciencialização sobre a alimentação saudável. O grupo passou 26 horas trabalhando na comunidade e falou com 56 agricultores.   
Os Porta-Vozes das Mulheres, nove estudantes no total, abordaram a questão das raparigas na escola. Na comunidade de Kimpondo, onde os estudantes realizavam a sua tarefa, uma das três raparigas não frequentava a escola. As condições ditavam esta situação, onde os rapazes, ao invés das suas irmãs iam à escola, ou as raparigas ficavam grávidas e abandonavam a escola, ou tinham de adiar a sua formação por outros motivos. Os estudantes passaram 20 horas mobilizando 205 famílias e 1.336 raparigas dos 12 aos 19 anos de idade.     
Os Activistas de Saúde, novamente nove estudantes, visitaram um posto de saúde e falaram com 1.007 raparigas sobre gravidez na adolescência e suas consequências. Eles passaram 20 horas fazendo esta tarefa. 
Os doze estudantes que escolheram Líder Comunitário visitaram o Líder Tradicional de Kixixi, e passaram tempo promovendo a Escola de Magistério ADPP-Zaire nos três distritos do Soyo e em dois mercados informais. Eles organizaram uma campanha de limpeza no posto de saúde em colaboração com membros da comunidade, e distribuíram 3.000 folhetos sobre a Escola de Magistério ADPP. No total, eles passaram 28 horas na comunidade.
10 estudantes escolheram Empreendedor como sua disciplina, e falaram com vários lojistas e feirantes. O grupo pediu emprestado 5.000 Akz da escola e estabeleceu um pequeno negócio fazendo e vendendo pães de forma. Durante seis dias, eles tiveram um lucro de mais de 5.000 Akz, tendo devolvido o valor original emprestado.    
O grupo final, que foi o de Activistas de Mídia e Comunicação compreendia nove estudantes. Eles relataram notícias da comunidade e fizeram uma apresentação em PowerPoint sobre os produtos dos outros grupos. 
Os exames foram realizados no primeiro semestre nas disciplinas de Química, Física, Biologia w Análise Social. Além dos exames nacionais, os estudantes foram avaliados com relação à sua formação e contacto com os alunos. No final do ano, os estudantes voltaram a revisar para os exames, desta vez nas disciplinas de Didáctica de Língua Portuguesa, Matemática, Ciências da Natureza, Educação Física, Arte e Educação Moral e Cívica, bem como os exames nas disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática, Ciências da Natureza, Prática de Ensino, Gestão e Administração Escolar, Angola – O Nosso País, Filosofia da Educação e Psicologia da Educação. Todos os exames foram exames nacionais e correram bem.
 
Estudantes no 1º ano da formação
Os 34 novos estudantes na Equipa 2017 chegaram no dia 6 de Fevereiro para iniciar os três anos de formação na Escola de Magistério ADPP. Uma das primeiras tarefas foi lidar com o método de aprendizagem DDM, que eles adoptaram com entusiasmo depois de anos de decoração, foi isso que os professores disseram aos estudantes.  
Estudos e cursos no primeiro Período foram relatados para os três meses da viagem de estudo que é um dos destaques do 1º ano. Os estudantes escolheram viajar ao Bengo, Kwanza Norte, Kwanza Sul e Benguela, além da sua própria província, para investigar escolas, hospitais, fábricas, agricultura, marcos históricos e a situação nas comunidades locais. 
No regresso à Escola de Magistério ADPP-Zaire, os estudantes fizeram apresentações das suas experiências e coisas que aprenderam. Eles visitaram a Escola 8 em Kimpondo, Escola São Francisco, Escola Rosa Gatorno e a Escola 5 em Kintambi, todas no Soyo. No município de Mbanza Congo, eles fizeram apresentações na Escola Doutor António Agostinho Neto, Escola Sagrado Coração, 11 de Novembro em Mfumo, Escola Luegi, Escola Daniel Vemba e IMAG. No município do Nzeto, eles visitaram as escolas Domingas, Eduardo, Domird e Liceu, enquanto no Luimba eles visitaram as escolas 28 de Agosto, Ndima Nzinga, Luvaa, Serra de Canga, Buela e Kuimba. Finalmente, eles visitaram seis escolas em Noqui, nomeadamente Ntongui, Voqui, Sandulula, Mpala, Mfuma Nguna e Mpala Nfico.    
Ao fazer apresentações nestas 27 escolas secundárias, a Equipa 2017 alcançou 8.100 pessoas com teatro representando a maneira de vida das pessoas encontradas durante a viagem, palestras sobre a viagem, exposições fotográficas, canções, danças tradicionais, poemas e jogos. 
Entre as disciplinas estudadas no 1º ano estavam O Mundo no Qual Vivemos, Matemática, Língua Portuguesa, Comunicação, Informática, Noções Básicas de Economia, Introdução a Sociologia, Vivendo Saudável até à Velhice, Geografia, História e Língua Inglesa. Os estudantes realizaram exames no primeiro semestre e no final do ano. Dos 34 membros da Equipa 2017, 8 reprovaram na disciplina o Mundo no Qual Vivemos, e 1 em Geografia. A preparação para os exames envolveram revisão em trios, onde os estudantes mais capacitados ajudaram os colegas com dificuldades, enquanto os professores monitoraram o progresso de perto para garantir os melhores resultados possíveis.  
Outras actividades
Domingos Abertos: O Dia da Mulher, dia 8 de Março foi comemorado como um Dia Aberto, assim como foi a abertura oficial do ano lectivo, e o Dia da Criança, dia 16 de Junho para cerca de 1.500 crianças das escolas primárias locais. Um Dia Aberto em Kifuma abordou o assunto do aquecimento global e atraiu 600 pessoas da comunidade. Um outro Dia Aberto na Escola de Magistério ADPP-Zaire abordou a gravidez na adolescência, com a participação de cerca de 300 pessoas. 
Sessões Pedagógicas aos Sábados: Cinco sessões foram realizadas a partir de Julho, beneficiando 16 professores em serviço.
Noites de Café: 11 Noites de Café foram organizadas com uma variedade de temas. 
Dias Comemorativos: Além do Dia da Mulher, que foi celebrado como um Dia Aberto, a escola organizou eventos para marcar o Dia da Paz, dia 4 de Abril, Dia Internacional do Trabalhador, dia 1 de Maio, Dia da Independência, Dia do Herói Nacional, Dia do Educador, Dia do SIDA e muito mais. 
Fins-de-semana de Construção: A Equipa 2016 organizou Fins-de-Semana de Construção para manter os pátios, janelas, torneiras e cadeiras. Os estudantes também estabeleceram um campo de basquetebol e um campo de voleibol, renovaram a canalização nas casas de banho, melhoraram a cozinha da escola, cobriram a horta, substituíram as janelas quebradas, lâmpadas e tomadas. No processo, os estudantes aprenderam sobre trabalho de equipa e sobre como organizá-lo.   
Planeamento e reuniões: O corpo docente reuniu-se para planear a longo prazo como a curto prazo. As reuniões serviram para lembrar a todos sobre o que faz da Escola de Magistério ADPP diferente, e como manter o nível alto. As reuniões comuns entre o corpo docente e os estudantes foram proveitosas para a troca de ideias, planeamento e funcionamento da escola no geral.   
Género: O género é um assunto próximo do coração Escola de Magistério ADPP-Zaire, porque a escola tradicionalmente tem tido, e continua a ter dificuldades em atrair candidatas do sexo feminino. Ainda há muito a ser feito para mudar atitudes em relação à posição da mulher na sociedade, embora a Escola de Magistério ADPP faça a sua parte, e o corpo docente reage imediatamente nos casos de faltas de respeito ou comportamento inadequado, enquanto reforçando a mensagem de igualdade e justiça entre o sexo masculino e feminino.      
Deficiência: A inclusão é chave, e soluções são sempre para serem encontradas no caso de estudantes com deficiências que desejam formar-se para serem professores. Havia três estagiários na escola com problemas de mobilidade, que realizaram estágio nas escolas primárias próximas a Escola de Magistério ADPP-Zaire, e que foram dispensados dos deveres de cozinha. Caso contrário, os próprios estudantes assumem a responsabilidade de cuidar e ajudar uns aos outros.   
Bem-estar Estudantil: Hábitos de saúde e prevenção de doenças são promovidos na Escola de Magistério ADPP-Zaire, garantindo que os estudantes estejam preparados para realizarem o programa exigente e transmitir mensagens similares nas escolas e comunidades onde eles realizam estágio. 
Horta: A escola escolar produziu grandes quantidades de hortaliças, como alface, repolho, beringela, couve, cenoura, o que trouxe variedade ao menu e resultou numa dieta saudável para todos. 
 
 
 
Estudantes a fazerem trabalhos praticos

Estudantes a fazerem trabalhos praticos

Estudante durante o período de pratica escolar

Estudante durante o período de pratica escolar

 

Contacto ADPP Angola

ADPP Angola
Rua João de Barros, 28
Luanda CP 345
912 31 08 60
adpp@adpp-angola.org
Facebook.com/adppangola
Comentários ou consultas no site:
webmaster@adpp-angola.org